Informações Institucionais

Meu nome é Daniela Risso de Barros, sou estudante de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie e também estudo cerâmica.

Sou aluna graduanda voluntária do Projeto de Pesquisa “Práticas de Projeto de Arquitetas, Arquitetos e Designers – Análise dos instrumentos de prática projetual e possíveis empregos de forma direta ou não – na pesquisa acadêmica stricto sensu,” financiado pelo Mackpesquisa (2013/2014), no qual meu projeto de Iniciação Científica (“Processos de Projeto e Prática em Cerâmica: Hideko Honma e Flávia Santoro”, financiado pelo Mackpesquisa) está inserido. Minha pesquisa está em desenvolvimento desde Agosto de 2012 e se encerra em Agosto de 2013.

Esta investigação teve início com base nos resultados parciais já alcançados no projeto de pesquisa: Feminino e Plural: Percursos e Projetos de Arquitetas e Designers, financiada pela FAPESP e Mackpesquisa (2012/2013), e insere-se no contexto do projeto: Práticas de Projeto de Arquitetas, Arquitetos e Designers – Análise dos instrumentos de prática projetual e possíveis empregos de forma direta ou não – na pesquisa acadêmica stricto sensu, financiado pelo Mackpesquisa (2013/2014).

Portantos, este é o blog da minha pesquisa de iniciação científica em andamento. Ela consolida academicamente os meus conhecimentos adquiridos por meio da prática do ateliê de cerâmica e da convivência com os “mestres”, profissionais desta área. Este trabalho – por meio de levantamento de referencial teórico e estudo dos processos de projeto, prática e obra das ceramistas Hideko Honma e Flávia Santoro –  relaciona o campo da prática projetual e de trabalho e o campo da cerâmica utilitária de ateliê. Além desta temática, esta pesquisa que utiliza métodos qualitativos inclui discussões de etnografia e auto-etnografia.

Serão realizadas entrevistas com as ceramistas estudadas, e observação etnográfica de suas práticas e rotinas de trabalho durante a criação de novas peças de cerâmica e a transmissão do conhecimento aos alunos aprendizes, durante a vivência em seus ateliês. A análise dos resultados levará em consideração o discurso da ceramistas sobre a sua prática e a sua prática em si. O artigo que resultará das pesquisas teóricas e empíricas se utilizará também de muitas imagens que auxiliarão na construção da argumentação para melhor entendimento dos processos de projeto e prática de Hideko Honma e Flávia Santoro.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s